7 Passos para Eliminar a Procrastinação

Hoje eu vou te apresentar 7 passos simples para eliminar a procrastinação, baseando-me na minha própria experiência.

Um dos obstáculos que encontrei ao decidir criar um Projeto para empreender online, foi a famosa Procrastinação.

Essa é uma das formas que seu cérebro encontra para manter-se fazendo apenas as coisas que lhe dão prazer. Seria ótimo (uma verdadeira utopia) se pudéssemos fazer tudo o que nossa zona de segurança gostaria, não é verdade?

O grande problema é que simplesmente dói muito mudar certos hábitos e, infelizmente, não importa: tem certas tarefas que existem e precisam ser feitas, você goste ou não.

Eu tenho aqui alguns passos que têm dado certo para mim, e gostaria de compartilhar com vocês:

1) Faça as “Piores” Tarefas Primeiro

Pela manhã estou mais disposta, e o cansaço do dia ainda não me pesou os ombros, então é a melhor hora para fazer aquilo que não gosto de fazer.

Se você perceber, assim que você começa sua lista de tarefas, o “gás” está no alto e dá para você investir nessas coisas que se fosse fazer no fim do dia não teria tanta boa vontade.

É a melhor maneira de você garantir que não vai deixar para o fim, e para amanhã, e para semana que vem…

2) Faça a Tarefa Ficar Menor

Divida a tarefa em várias pequenas partes.

É com pequenos passos que se faz uma grande caminhada. Então, dividir a tarefa em etapas vai ajudar a fazer um pouquinho dela por vez, não te obrigando a ficar tanto tempo sentindo a dor de fazer aquilo que não quer por tanto tempo.

Isso também te ajudará a perceber o que realmente é importante, eliminando o desnecessário e vai evitar que você desista antes de começar.

3) Ative um Alarme

Muito parecido com a técnica do Pomodoro para a Produtividade, onde você coloca alarmes a cada 25 minutos, o que deu certo para mim foi seguir o Ciclo Ultradiano.

Ative alarmes a cada 55 ou 90 minutos.

Foque toda sua energia naquela tarefa por pelo menos esses 55 minutos, e então você se dá alguns minutos (entre 5 e 20 minutos) de descanso. E volte a focar outros 55 ou 90 minutos novamente.

Isso é o que dá certo para mim, mas você pode manter o Pomodoro, ou colocar outro tempo que te agrade. O importante é a ideia, de se manter focado no tempo que for melhor para o desenvolvimento da sua tarefa.

4) Não se interrompa

Para os alarmes darem certo, você precisa evitar distrações. Você precisa se manter focado e qualquer distração pode te atrapalhar.

Então, desligue seus alarmes de redes sociais, de e-mails, para que você não perca a atenção. Tenho feito um trabalho ostensivo configurando meus apps para evitar notificações sonoras e de push.

Quando estou muito necessitada de foco, coloco o smartphone em Modo Avião.

Deixe para se distrair com isso quando concluir a tarefa.

5) Escolha um Momento do Dia para Fazer uma Verificação

A tarefa já não te agrada, imagine só você descobrir que trabalhou e trabalhou, e não conseguiu fazer nada de útil para ela acabar?!

Eu coloco um alarme às 15hs, todos os dias.

Nesse momento, eu devo avaliar tudo o que fiz durante toda a manhã, e correr atrás de algum eventual “prejuízo”.

Por que às 15hs?

Porque já deu tempo de fazer bastante coisa. Essa também é a hora que eu começo a perder o “gás”, e ainda dá tempo de concluir a tarefa pois o dia não acabou.

6) Crie uma Audiência para a Tarefa

É aquela velha estória de que se você convidar um amigo para ir à academia com você, fica mais difícil desistir de ir.

Diga a respeito dessa tarefa a algum amigo, ou pessoa que você sabe que vai se importar em te manter concluindo o que você se propôs.

A princípio eu tinha meu pai. Toda vez que ele ligava me perguntava como estavam meus projetos, e eu tinha que dizer a verdade, porque ele saberia se eu estivesse mentindo.

Depois eu criei um compromisso público, colocando nas minhas redes sociais coisas a respeito do projeto, de modo que eu morreria de vergonha se não conseguisse concluir.

Hoje, além de manter as duas táticas anteriores, eu tenho um Parceiro de Responsabilização.

Ele me chama lá no Whatsapp e me pergunta como estão as coisas, se estou progredindo, se preciso de ajuda. Isso praticamente me coloca nos eixos de novo, e se eu tivesse algo assim desde o começo, hoje eu estaria muito mais longe nessa jornada.

Recomendo a você, que encontre alguém para te cobrar a tarefa de maneira saudável; conte para alguém que você se sentiria envergonhado por ser vítima da procrastinação. Além disso, encontre um Mentor na sua área (o que eu mais recomendo), visto que ele entende o assunto com que você está trabalhando. Dessa forma, ele(a) vai conseguir te ajudar, além de te manter no caminho.

7) Tenha um Dia da “Não Procrastinação ”

Escolha um dia no qual você fará um “inventário” de todas as tarefas que ficaram para trás. Logo em seguida, se comprometa em executar todas elas naquele dia, sem perder o foco.

Por exemplo, faço isso nas quartas feiras, ou seja, antes do fim de semana. Gosto de terminar a semana em dia e começar a próxima sem nenhuma “dor de cabeça” para resolver.

Conclusão

Como vocês puderam ver, são coisas simples de se fazer. A princípio, como todo novo hábito, vai dar um pouquinho de trabalho no início, pois exige disciplina.

Entretanto, posso te garantir, que já é um ótimo começo.

Pense apenas uma coisa: as tarefas estão aí, chatas ou não, e precisam ser feitas; por quê não evitar o máximo de fadiga possível?

Espero ter ajudado vocês!

E aí? Você tem outra dica para ajudar os procrastinadores profissionais? Deixa aqui nos comentários! Vou adorar aprender com você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *